Os Opostos Se Atraem….será?

Olá pessoal! Hoje vamos falar de relacionamento… ou melhor, com quem se relacionar. O coração fez dum dum dum ne? Hahahaha

Para ser mais específica, vamos analisar um ditado roubado da física/química, muito usado quando se fala de amor… “os opostos se atraem”.

Bom, não é segredo que eu sou cristã, portanto, a minha visão sobre tudo na vida gira em torno do que Deus diz… afinal, onde encontrar melhores conselhos sobre um produto que no fabricante? Então vamos a isso.

Primeiro, de onde é que esse ditado veio?

Ele foi roubado de um princípio científico que é basicamente o seguinte: positivo atrai negativo e vice-versa. Por exemplo: o sódio, que é positivo, é atraído pelo fio negativo, e o cloreto, que é negativo, é atraído pelo fio positivo.

Então a teoria apregoa que pessoas diferentes tendem a se sentir atraídas uma pela outra, resultando num relacionamento ideal. Há que reconhecer a existência de um pouco de verdade nisso. Uma pessoa tímida vai se sentir admirada pela forma como a outra é extrovertida causando a visão de complementaridade.

O que Deus tem a dizer sobre isso?

Bom, o nosso Pai deixou-nos um conselho muito importante: “Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? ou que comunhão tem a luz com as trevas? “ 2 Co 6:14

Jugo é uma peça que era comummente feita de madeira para ligar dois bois de forma que estes andassem em linha recta na preparação da terra. Estes bois deviam ser do mesmo tamanho para que o jugo coubesse bem em ambos.  

A função principal do jugo é fazer com que ambos os animais permaneçam andando no mesmo ritmo. Isso faz com que o trabalho de puxar uma carroça ou um arado fique mais homogéneo, sem trancos, solavancos ou quaisquer outros problemas de percurso que possam ocorrer devido à diferença na velocidade dos dois animais. Fonte: Significados.

Então, Deus usa uma comparação incrível aqui mostrando-nos que para o sucesso de qualquer tipo de relacionamento, precisamos estar debaixo dos mesmos princípios. Afinal de contas “andarão dois se não estiverem de acordo?” Am 3:3

Na parte “b” da passagem de 2Co 6:14 a Bíblia apresenta comparações de coisas extremamente distintas mostrando como elas simplesmente não se misturam (justiça e injustiça; luz e trevas). Isso é válido para a crença, assim como outras coisas aparentemente banais como por exemplo: se um se vê a viver no campo e outro na cidade…

Assim sendo, devo eu buscar uma cópia de mim?

Claro que não. É normal que um goste de azul e outro de vermelho. Que um pense que sorvete de chocolate é o melhor e que outro prefira o de baunilha. Assim como os bois não precisam ter a mesma cor ou mugir de forma igual. Mas, os princípios básicos de cada um, precisam estar em consonância, senão cedo ou tarde, problemas sérios irão surgir.

Eu soube que podia casar com o meu marido depois de perceber como nossa visão sobre a vida convergia. Hoje nossos desentendimentos geralmente giram em torno dele acabar a comida com a qual eu tinha planos hahaha :-D.

Discordâncias? Sempre haverão, mas nós temos os mesmos princípios e acima de tudo, temos sobre nós uma única autoridade suprema, Deus! Então qualquer coisa nós falamos com o Pai do Céu e fica tudo resolvido.

Então, antes de se envolver, pense: “será essa diferença essencial?”… “conseguirei eu conviver com isso?”

“Daqui a alguns anos, não estarei a exigir que minha mulher/meu marido fale mais? Ou menos?”

“Será que futuramente, depois do encanto passar, não estarei a fazer certas exigências, com o intuito de tornar o outro mais parecido comigo?” Acredite, é isso que acontece. As pessoas se encantam e depois de anos ainda que sem se aperceber querem mudar o outro. É aí que surgem expressões como “você sempre foi assim, não aguento mais”… ou “você me conheceu/encontrou assim”.

Lembre-se sempre disso: dois não andam juntos se não estiverem de acordo e dois bois de tamanhos diferentes não são úteis.

E chegamos ao fim de mais um post… Espero ter ajudado! Fiquem com Deus.