Cartão de crédito: O que é? Como adquirir? Como funciona? E, como usar de forma inteligente?

Oi pessoal 😊! Tudo bem? Hoje vamos falar de cartão de crédito; o que é, como você pode adquirir e como usar ele de forma inteligente, para não cair no endividamento.

Para começar, o que é o cartão de crédito?

O cartão de crédito é uma forma de financiamento pessoal. Complicado de perceber? Simplificando… ele é uma forma de conseguir um dinheiro emprestado pelo banco e pagar numa certa data. 

Não é um recurso financeiro muito conhecido em Moçambique. Provavelmente só tenha ouvido falar dele em novelas, filmes, e aposto como em todos estes episódios, ele é sempre o vilão da história. É aquele que tem o limite “excedido” e leva as pessoas a um fundo do poço financeiro. 

Contudo, o objectivo deste artigo é ajudar-lhe a perceber como usar este recurso para o seu bem. Então, prossigamos.

Como adquirir?

Isso varia um pouco de banco para banco, mas no geral, é necessário ter uma conta no banco em que deseja ter o cartão de crédito, aproximar-se ao balcão e submeter o pedido.

Mas, é necessário que você tenha uma boa “capacidade de endividamento” – o que o banco irá avaliar antes de lhe conceder.   

Eles precisam certificar-se que você tem a capacidade de pagar o dinheiro que se propõe a pedir emprestado. Em alguns bancos, se você tiver um depósito a prazo no valor do dinheiro que quer colocar como limite no cartão, você não precisará passar por uma avaliação. O crédito é concedido na hora, pois o banco já tem aquele valor como garantia.

Como funciona?

O cartão de crédito fica vinculado a sua conta “normal” rsrsrsrsrs. Geralmente, você pode usá-lo em POS’s para compras sem nenhum valor acrescentado, mas será cobrado uma taxa um pouco acima do normal (50 MZN em média, de acordo com as minhas pesquisas) se quiser fazer um levantamento e ter um dinheiro em mãos. 

Quando chegar a data estipulada para fazer o pagamento, você paga ao banco o dinheiro que gastou, podendo ser totalmente ou parcialmente – mas, caso escolha pagar parcialmente, terá que reembolsar este valor com juros no período a seguir. 

Como usar?

Como percebeu, o cartão de crédito é um recurso para ter dinheiro no bolso sempre que precisar. Assim, você evita ter que pedir emprestado a pessoas a sua volta, e passar por momentos constrangedores caso o salário atrase, ou surja uma despesa superior ao valor que tem na reserva (eu sei, nem todos temos milhões na poupança).

Uma forma de evitar cair na famosa “armadilha do cartão de crédito” é ser extremamente disciplinado. 

Em primeiro lugar, nunca escolha um valor superior a um terço do seu rendimento como limite do seu cartão é segundo, nunca gaste tudo. Use apenas em casos necessários para aliviar a pressão, como uma espécie de adiantamento. Lembre-se, o banco não é seu amigo e não vai perdoar dívidas, e os humanos sentem muito mais dor ao pagar dívidas do que ao pagar contas. 


Resumindo:

O cartão de crédito pode ser usado para seu benefício ou malefício. Tudo dependerá de como você se comporta perante ele. Se for destrambelhado ou indisciplinado com as finanças e olhar para este dinheiro como “dado”, cairá continuamente numa linha de endividamento. 

Mas, se olhar para o dinheiro de forma certa, como um “adiantamento seguro” para usar em casos extremos, quando o arroz acabar enquanto o valor do salário ou daquele cliente ainda não tiver entrado, quando for necessário fazer um investimento no momento, ou quando for necessário pagar a mensalidade das crianças. No geral, se quiser aderir a este serviço, nunca use o dinheiro para comprar o que normalmente não compraria com seu dinheiro. 

Caso queira aprender mais dicas sobre controlo orçamental, leia este artigo aqui sobre ter menos gastos no orçamento. Faça o download da tabela de cálculo orçamental clicando aqui, e aprenda a fazer compras de forma inteligente clicando aqui.  Viu? Esse blog está cheio de dicas pensadas especialmente para si 😉😊.

Enfim, espero ter lhe ajudado a entender o que é o cartão de crédito, a dinâmica geral do seu funcionamento e com algumas dicas práticas para que ele não se torne o maior vilão de sua vida financeira. 

Fiquem bem e sejam inteligentes com vossos bolsos!

Abraços!

Deus abençoe vocês!

Você pode também gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *